sexta-feira, 15 de agosto de 2008

A Havaianas...novamente


Uma propaganda, ou melhor, uma estratégia de marketing usada de forma eficiente, mais precisamente o P de promoção de nosso mix de marketing, que esta sendo veiculada na mídia é a nova campanha das sandálias Havaianas, mais uma vez um sucesso de crítica e audiência, ao menos é o que se espera em termos de comercialização do produto e de fixação de marca.
Nela o astro global Lázaro Ramos esta em uma barraca de praia conversando descontraidamente com o dono do estabelecimento, praticando um dos esportes favoritos dos brasileiros – reclamar da situação do país. Quando estão no auge de suas lamúrias, entra na conversa um argentino que também passa a reclamar do Brasil e, para surpresa de todos, os dois, Lázaro Ramos e o dono do quiosque, mudam de opinião radicalmente e começam a defender o país, não aceitando as críticas de nosso vizinho portenho, e tornando a peça publicitária motivo de risos entre os telespectadores.
Como nosso blog é direcionado aos apaixonados por marketing, vamos analisar esta campanha publicitária pelo viés mercadológico.
Primeiramente, e o mais óbvio, é que se trata de uma campanha publicitária para a divulgação de uma marca – repare, a propaganda é da marca Havaianas e não de um modelo específico que poderia estar sendo lançado no mercado, portanto temos uma propaganda de fortalecimento de marca; também podemos notar o humor na forma de apresentar a sua mensagem, o que é uma característica das campanhas publicitárias brasileiras, devido ao fato de vincular a descontração ao produto, pois é uma sandália que, normalmente, usamos em situações de descontração, de lazer, descanso e, o que todos esperamos, de felicidade; e por fim, sempre lembramos com mais freqüência de situações engraçadas e que fazem parte de nosso cotidiano, e o melhor, sempre comentamos destes comerciais engraçados com os nossos amigos, fazendo uma propaganda gratuita para a referida marca.
Outro ponto a ser destacado é a capacidade que a empresa tem, e demonstra por meio desta peça publicitária, de entender os consumidores. Eles souberam demonstrar características muito interessantes dos brasileiros. A famosa rivalidade entre brasileiros e argentinos e outra, talvez a mais interessante, quando se trata de falar mal daquilo que gostamos, como por exemplo: Eu posso falar mal de minha esposa, mas os outros, nem pensar! Eu posso criticar o meu time de futebol, já os meus adversários, de jeito nenhum! Eu posso criticar o meu país, mas se um estrangeiro, ainda mais se for argentino, nunca!!! Jamais!!! Nem pensar!!!
Com este entendimento em termos de comportamento do consumidor, a empresa se torna mais real, mas viva (em termos de um orgânicos com os problemas e frustrações de qualquer ser humano), mais... a cara dos consumidores, pois conhece os seus anseios, necessidades e desejos.
Portanto, lembre-se, no momento de criar uma campanha para o seu produto ou serviços não se esqueça da Havaianas, do Dove (postagens anteriores), e faça uma propaganda que seja não apenas a cara dos seus consumidores, mas também a sua verdadeira imagem.

Translate