segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Neuromarketing: Os bebês vendem!!!

Calma!!! Não estamos sugerindo que você troque a sua equipe de vendas por bebês. Mas, apenas apresentando mais uma das descobertas do neuromarketing que pode ajudar a sua empresa na eficácia de suas campanhas promocionais. E, lembre-se, isso serve não apenas para empresas de grande porte, mas para as pequenas também. Isso porque, apesar do alto preço de uma pesquisa de neuromarketing, o que poderia inviabilizar o seu uso por empresas de pequeno porte, essas organizações menores podem (e devem) aprender com as pesquisas que já foram realizadas e com os resultados que estão disponíveis para consulta. Agora, veja essa propaganda.

Você se lembra dessa propaganda? Bom, se não lembra, posso afirmar que foi um sucesso. Ela apresenta um belo bebezinho rasgando folhas de papel, e se divertindo com seu gesto. Uma campanha na qual preconizava o uso consciente do papel. Uma boa estratégia de marketing que além de ser precisa em transmitir a imagem da empresa com uma identidade voltada para a sustentabilidade, gerou um ótimo viral, tanto nos meios digitais como nas conversas paralelas nas rodas de café. Um viral online e off-line.
Mas, porque fez tanto sucesso? Simples, porque os bebês vendem. Estudos de neuromarketing apresentados na obra de Doodley – Como Influenciar a mente do consumidor, descreve que as campanhas publicitárias que mostram imagens de bebês têm uma maior possibilidade de chamar atenção das pessoas. Já reparou como gostamos de ver uma imagem de bebê, nos divertimos com eles, acho que depois dos gatos, as “artes” dos bebês são os vídeos mais assistidos no YouTube.
Essa atração natural pela imagem de bebês, reside no fato que os achamos bonitinhos. E, isso ocorre não apenas com os seres humanos, mas também com filhotes de animais. Todos os filhotinhos são bonitinhos, e dessa forma somos mais sentimentais por eles. Esse fator ajuda em sua sobrevivência, porque, caso seja abandonado pela sua mãe, pelo fato de ser bonitinhos não representam perigo aos demais filhotes, a possibilidade de ser adotado por outra mãe é maior. Essa característica evolucionária permite uma maior propagação das espécies. É, a natureza é sábia.  
Portanto, os bebês vendem, seja essa imagem diretamente ligada ao produto ou para onde o bebê esteja olhando, ambos são eficazes. Esse é o poder que eles possuem em chamar a nossa atenção seja pela sua beleza ou por nosso instinto natural de preservação da espécie -  temos que protegê-los para garantir a continuidade da vida.
Veja a imagem à seguir que mostra um estudo de neuromarketing com a técnica de Eye Tracking.

As partes que estão com uma cor mais forte representam o local que as pessoas direcionado o seu olhar e o tempo que a pessoa deteve a sua atenção. Note que além dos entrevistados fixarem o seu olhar no rosto do bebê, ainda direcionam o seu olhar para o local que ele está olhando. Muito bom, não é mesmo? É a prova da eficácia dessa estratégia de comunicação.
E, o mais interessante, são as possibilidades que o neuromarkering nos proporciona. Se não fossem essas técnicas, dificilmente poderíamos provar que os bebês realmente conseguem chamar atenção dos consumidores em uma campanha publicitária. Realmente é uma importante ferramenta de pesquisa mercadológica, que pode ajudar os profissionais a medir a eficiência de suas campanhas e, sugerir possíveis mudanças caso não esteja valorizando aquilo que a empresa deseja.
Assim, dependendo do produto, isso porque se a sua empresa vende bebidas, nem pense nesta estratégia, o uso de bebês em uma campanha publicitária pode ser uma ótima forma de chamar atenção de seus consumidores. Isso porque, até por uma questão de evolução, eles possuem a capacidade de chamar a nossa atenção e nos envolvermos, isso quer dizer, prestamos atenção na mensagem que a empresa procura transmitir.
E, além de bebês, não esqueça dos animais, principalmente os filhotes. Use a nossa capacidade de empatia para tentar vencer o bloqueio natural que os consumidores criam para se defender do excesso de informação que recebem no mercado. E, não esqueça de aprender com as descobertas que essa importante ferramenta de pesquisa pode nos proporcionar.

Translate