quarta-feira, 9 de março de 2011

Desmistificando (ou tentando desmistificar) o Comportamento de Compra das Mulheres


Falar do comportamento de compra do consumidor é algo desafiador e gratificante. Desafiador, pois os consumidores estão em profunda transformação. Gratificante, porque sempre aprendemos um pouco mais á respeito do ser humano. Agora quando falamos do comportamento de compra das mulheres, esses sentimentos aumentam.
Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, ontem, a revista HSM trouxe uma matéria com um dos meus autores preferido, Paco Underhill. Ele se autodenomina um antropólogo do consumo. Instala câmeras em lojas para poder estudar o comportamento dos consumidores e, com estas experiências, levanta as suas teses - eu gostaria de ter um trabalho destes. Nesta matéria, o foco é o comportamento de compra das mulheres. Assim, irei detalhar algumas das informações mencionadas no texto, bem como as minhas percepções do assunto.
Devido a ascensão profissional e social das mulheres, está mais do que na hora do mercado dedicar uma maior atenção a elas. Sei que muitos avanços já ocorreram, mas, como menciono em sala de aula, ainda temos muito à fazer. Você mulher, consegue ir ao banheiro de um posto de gasolina? E as propagandas de cerveja? As mulheres são usadas apenas como apêndice da diversão masculina. Um mecânico, então... nem pensar. Já notou que nas revistas de negócio quase não existem propagandas para as mulheres? Não existem mulheres em cargos diretivos? E as mulheres hortifrutigranjeiras que aparecem nos programas de auditório? É menosprezar a capacidade feminina. Mas vou parar com exemplos, se não ficarei um pouco chato. Então, vamos às dicas do Paco Underhill.
Segundo os estudos apresentados, nos hotéis, que podemos fazer uma relação com vários serviços oferecidos, é mencionado que elas procuram por comodidades diferentes dos homens. Gostam de travesseiros macios, aromatizadores no quarto, iluminação no banheiro, voltagem e largura do cabo do secador, entre outros detalhes que normalmente, passam despercebidos pelos homens. Cientes destas exigências, vários hotéis estão se adaptando a esta demanda, principalmente devido ao fato de o número de mulheres que viajam a negócio estar aumento em todo o mundo.
Isso deve-se ao fato de que a grande maioria das mulheres é mais detalhista. Instintivamente se preocupam com a limpeza e a organização do local onde realizam as suas compras, um reflexo de como administra a sua casa. Um ambiente que não apresenta a limpeza adequada é muito mais notada por elas. Os homens podem até aceitar, mas as mulheres dificilmente voltarão ao local se tiverem uma outra opção. Assim, não despreze esta percepção que o sexo feminino constrói em relação ao seu negócio. Preste atenção aos pequenos detalhes e a limpeza. Não apenas ao local, mas também aos funcionários - corte de cabelo, limpeza da roupa, organização do local, entre outros detalhes.
Nos shopping Centers as mulheres procuram detalhes que possam trazer ou dar a percepção de segurança, como um estacionamento iluminado, vigiado e perto das lojas - afinal carregar muito peso até o carro pode desgastar a experiência de compra. Você já notou como, quando entra na garagem de seu prédio e uma luz esta com defeito, é a sua esposa a primeira a notar? Eu posso passar a semana inteira sem perceber, mas a minha esposa é no mesmo dia - é o extinto natural de segurança e proteção.
Elas também procuram um ambiente confortável em sua experiência de compra. Um local para deixar os filhos - a comodidade e segurança são fundamentais; banheiro em estado impecável - a limpeza, note que é a primeira coisa que elas falam ao sair do banheiro do cinema; e um espaço onde os maridos possam esperá-las nas compras - afinal elas não gostam de marido emburrado e batendo o pé enquanto escolhem as suas roupas, não é mesmo?
As nossas diferenças são tantas que daria para escrever um livro sobre o assunto, o que não é o nosso objetivo. Gostaria de aproveitar o momento (atrasado, como sempre) e parabenizar as mulheres pelo seu dia. Vocês são o alicerce da sociedade, como mães, esposas e companheiras. Sem vocês (sei que parece chavão, mas juro que não é) não seríamos nada.... OBRIGADO.

Translate